Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Propriedades das cápsulas de fibras: são realmente muitas?


Uma dieta rica em fibras é caracterizada como capaz de promover o bom funcionamento intestinal. Uma das saídas encontradas por pessoas que não se alimentam adequadamente, e/ou têm retardamento no fluxo intestinal, é recorrer às cápsulas de fibras. Produto da Promel®, as cápsulas gelatinosas de Fibra de Maçã e Laranja, é divulgado como capaz de auxiliar no emagrecimento, além de conter vários nutrientes considerados importantes para a saúde. Como isto é possível?
Os nutracêuticos – “substâncias que se apresentam numa faixa cinzenta, entre comida e remédio, entre nutriente e medicamento” – invadem continuamente lojas de produtos naturais, farmácias, supermercados e internet. Como a legislação brasileira não dispõe de uma regulamentação especifica para registro e comercialização destes produtos, eles são em geral registrados como alimentos, pois as exigências para registro de alimentos são muito menores do que para medicamentos, logo é muito mais prático para a indústria que o produz.
Mais um nutracêutico disponível comercialmente, as cápsulas gelatinosas de Fibra de Maçã e Laranja (Promel®), vem sendo divulgado em sites de venda na internet como possuidor de diversas propriedades:

“A Fibra de Maçã vem ajudando as pessoas a viverem de uma maneira mais saudável. A pectina, um dos seus principais componentes, é uma fibra solúvel que, além de facilitar a digestão das gorduras e proteínas, ajuda a regular a absorção dos açúcares, diminuindo a sensação de fome, e o armazenamento de gorduras. Ao melhorar a eficiência do metabolismo, a Fibra de Maçã faz com que o organismo queime calorias de um modo mais eficiente. Além disso, esse fabuloso suplemento contém dezenas de vitaminas, minerais, aminoácidos, enzimas e outros nutrientes importantes para a saúde. A Fibra de Laranja tem como função estruturar e facilitar a mobilidade do conteúdo intestinal. A Fibra também contribui com o retardamento da passagem do alimento do estômago para o intestino, isto é, o esvaziamento gástrico, contribuindo também com a sensação de saciedade.”

A capacidade das fibras intumescerem ao longo do trato gastrointestinal, quando na presença de água, vem sendo considerada provedora da normalização dos movimentos intestinais, auxiliadora na manutenção da integridade intestinal, redutora da absorção de colesterol e açúcares, além de ajudar na perda de peso. Sendo assim, o seu uso é recorrido em algumas condições de diarréia, constipação, ou síndrome do intestino irritável. Contudo a adição excessiva de fibras, principalmente se esta não ocorrer de forma gradual, pode gerar gases intestinais, inchaço abdominal e cãibras.
As cápsulas abordadas são constituídas de maçã e laranja desidratadas em pó, gelatina (revestimento) e glicerina (umectante). O tipo de fibras presentes tanto na maçã quanto na laranja são as pectinas, classificadas como fibras solúveis.
Além das propriedades das fibras conhecidamente descritas na literatura, o produto é descrito como “fabuloso suplemento contém dezenas de vitaminas, minerais, aminoácidos, enzimas e outros nutrientes”. Como já citado, a absorção de gordura e nutrientes como gorduras e açúcares é dificultada na presença das fibras. Levando tal fato em consideração, como o “fabuloso” conteúdo de substâncias importantes para a saúde poderia ser absorvido simultaneamente com a presença de fibras, e assim exercer as ações de cada nutriente? Além disso, como as proteínas e enzimas (estas que são majoritariamente proteínas) poderiam ser absorvidas se, as enzimas presentes no sistema digestório clivam tais estruturas em aminoácidos para que assim os transportadores específicos para estes possam promover a absorção? Mesmo que a ação das proteínas seja ainda no interior do trato gastrointestinal, como elas, após sofrerem todo processo de desidratação (considerando o fato da estrutura tridimensional – influenciada, por exemplo, pela solvatação de moléculas de água, e pela temperatura ¬– estar diretamente atrelada com a função das mesmas) continuariam “ativas”?
Um outro ponto importante é o conteúdo real de tais nutrientes no produto, que não estão discriminados no rótulo. Será que a quantidade é de alguma forma significativa? Em função as diferentes espécies de maçãs e laranjas, a proporção de substâncias pode variar absurdamente. Seria interessante, tanto para fins regulatórios quanto para o produtor, padronizar as espécies de frutas utilizadas na produção de nutracêuticos?
É inviável imaginar que todos os consumidores potenciais de produtos nutracêuticos sejam capazes de pensar criticamente sobre todas as propriedades descritas pelas propagandas destes produtos. A regulamentação, portanto se faz necessária, acima de tudo, para garantir a segurança do consumidor, consequentemente evitando o prejuízo à saúde da população.


Referências Bibliográficas:

COLLA, L.M.; MORAES, F.P. Alimentos Funcionais e Nutracêuticos: definções, legislação e benefícios à saúde. Revista Eletrônica de Farmácia. v.3, n.2, p.109-122, 2006.

KWAK, N.; JUKES, D. J. Functional Foods. Part 2: The Impact on Current Regulatory Terminology. Food Control. v.12, p.109-117, 2001.

MOURA, M.R.L; CARVALHO, L.E. Nutracêuticos: um desafio normativo. Disponível em: http://acd.ufrj.br/consumo/leituras/ld_lec_nutraceuticos.htm. Acesso em: 01 de dezembro de 2011.

http://www.mayoclinic.com/health/fiber/NU00033. Acesso em: 01 de dezembro de 2011.
http://nutritiondata.self.com/. Acesso em: 01 de dezembro de 2011.

Produto: http://seligaboituva.com.br/promel.htm

2 comentários:

  1. É cada vez maior o número de pessoas que não tem tempo e condições financeiras para manter uma dieta balanceada, isto é, rica em vegetais, grãos,... . Assim, as indústrias tem se aproveitado desta dificuldade para lançar no mercado produtos que prometem compensar a falta de uma alimentação adequada. O trabalho critica a proposta "mágica" do produto, que seria capaz de compensar desvios alimentares através da ingesta de cápsulas "naturais", além de auxiliar no emagrecimento. São pertinentes os questionamentos levantados e a recomendação de uma fiscalização eficiente, que garanta ao consumidor veracidade e qualidade nas informações dispostas nos rótulos e na composição real do produto.

    ResponderExcluir
  2. Marianna Nogueira8 de abril de 2012 22:12

    È importante ressaltar que há uma grande variedade de produtos nutracêuticos compostos essencialmente por fibras, mas o consumidor deve estra sempre ciente que os efeitos benéficos dependem de ingesta abundante de água.
    Segundo a ANVISA, fibra alimentar é qualquer material comestível que não seja hidrolisado pelas enzimas endógenas do trato digestivo humano.
    No Brasil, é recomendado a ingestão de mais de 20g de fibras por dia, essa ingesta pode ser feita através de suplementos alimentares, como o citado acima, ou por uma dieta rica em frutas, verduras, leguminosas e cereais integrais.
    Elas apresentam diversas indicações terapêuticas, entre elas podemos citar: obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, câncer de intestino grosso, constipação intestinal, diverticulite e síndrome do cólon irritável.
    As fibras, como foi citado no texto acima, são divididas em duas grandes classes: as solúveis e as insolúveis.
    As solúveis são compostas principalmente por pectinas, hemiceluloses, gomas e mucilagens.
    e seus efeitos benéficos são: retardam esvaziamento gástrico e intestinal, além de aumentar a viscosidade do conteúdo gátrico

    Já as insolúveis são compostas principalmente por celulose, lignina, hemicelulose, taninos, produtos de maillard, ceras e amido resistente
    E seus efeitos benéficos são: aceleram o transito intestinal e aumentam o volume fecal.

    Desta maneira podemos observar que uma dieta rica em fibras é benéfica para todas as pessoas, mas estes suplementos podem ser substituidos por alimentos como os citados.

    ResponderExcluir