Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Refluxo no bebê, insônia na mamãe! APTAMIL AR, solução?



A maior parte das crianças menores de um ano sofre com a volta do leite pela boca, a chamada regurgitação, o que não significa que estejam doentes. É muito comum os pais confundirem regurgitação, que não interfere no desenvolvimento do bebê, com o refluxo gastroesofágico, que merece atenção médica e, algumas vezes, medicações. 
Entretanto, no caso de constatação médica de refluxo gastroesofágico, alguns cuidados devem ser tomados, principalmente em relação à alimentação do bebê. Um deles é a escolha do leite certo. Neste caso, o ideal é alimentar o seu bebê com um leite que, além de suprir as necessidades nutricionais, seja capaz de amenizar ou mesmo evitar o refluxo gastroesofágico, evitando também o desenvolvimento de lesões no bebê. Eis que a DANONE surge com uma formulação que promete acabar com o refluxo dos bebês e dar alívio as mamães. APTAMIL AR possui composição específica para este perfil de bebê. Mas o que este produto contém? Como funciona? Vamos esclarecer como a formulação deste produto permite a melhora do refluxo no bebê, além de oferecer todos os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento.


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde (MS), as crianças com até 6 meses de vida devem ser alimentadas exclusivamente com leite materno (LM), sem outros líquidos ou sólidos, com exceção de gotas ou xaropes contendo vitaminas, sais de reidratação oral, suplementos minerais e medicamentos; e que após os 6 meses o aleitamento seja complementado com outros alimentos de forma oportuna e saudável até os 2 anos ou mais. Entretanto, nem sempre é possível manter apenas esta dieta.
O refluxo gastroesofágico (RGE), definido como o fluxo retrógrado involuntário do conteúdo gástrico para o esôfago, constitui uma das três principais causas de consulta em gastroenterologia pediátrica. Pode ser fisiológico ou patológico, dependendo das complicações associadas.
O tratamento do RGE fisiológico deve ser realizado inicialmente sem medicamentos, pois a maioria tende a melhorar espontaneamente com o crescimento da criança. O primeiro passo do tratamento é a adequação da dieta. Neste contexto, entram as famosas fórmulas infantis anti-regurgitação, para lactentes, que podem ser introduzidas desde o nascimento.
         O Aptamil AR constitui umas das fórmulas anti regurgitação mais utilizadas. Criado com o intuito de se assemelhar ao leite materno, contém a maior parte dos constituintes presentes no mesmo. No entanto sua composição não se iguala às propriedades fisiológicas do LM, que são específicas da mãe para o próprio filho. As fontes de carboidratos, proteínas e outros componentes presentes na fórmula infantil diferem em identidade e qualidade dos componentes do LM, como será discutido adiante.

Constituintes Aptamil AR
Constituintes Leite Materno
·        leite em pó desnatado
·        lactose
·        óleos vegetais
·        maltodextrina
·        carbonato de cálcio
·        vitamina C
·        taurina
·        cloreto de colina
·        sulfato ferroso
·        sulfato de zinco
·        vitamina E
·        nicotinamida
·        vitamina A
·        sulfato de cobre
·        D-pantotenato
·        Potássio
·        vitamina K
·        espessante goma jataí 
·        vitaminas A, D e B6
·        cálcio, ferro e zinco
·        lactoalbumina
·        triglicerídeos
·        lactose
·        Ca, Fe, Zn, Cu, etc
·        vitaminas (A, D, E, K, C, B6 e complexo B


Pela definição, uma infant fórmula não deveria ser constituída por todos os ingredientes listados na tabela acima. Uma vez que seu objetivo é mimetizar o LM, a fonte de carboidrato, por exemplo, deveria ser, predominantemente, lactose e não amido, sacarose, maltodextrina ou até mesmo gomas e fibras. Igualmente, a proteína não deveria ser caseína ou taurina, mas sim lactoalbumina e lactoglobulina.
Além de todos os ingredientes necessários para mimetizar o LM, o Aptamil AR conta com um agente espessante, a goma  jataí, também conhecida como goma alfarroba ou goma locusta, constituída principalmente de polissacarídeos do tipo galactomanas com uma proporção de galactose/manose de 1:4. É o agente espessante mais utilizado em fórmulas anti-regurgitantes na Europa. Sua função é basicamente tornar a fórmula mais viscosa quando comparada ao LM, evitando episódios de regurgitação no bebê.
Apesar destas formulações não se apresentarem tão semelhantes ao LM, ainda assim as infant fórmulas se enquadram dentro da legislação vigente, já que a ANVISA aprova a adição de espessantes, gomas e afins pra "melhorar" o produto. Além disso, é autorizada a adição de nutrientes a fim de aumentar o valor nutricional da formulação, como também adição de aminoácidos, como a taurina, para melhorar a qualidade das proteínas, etc. Todos esses fatores estão de acordo com as RDC’s 42/2011; 43/2011; 44/2011; 45/2011 e 46/2011.
Sendo assim, surge a pergunta: Até que ponto as infant fórmulas são realmente adequadas para o consumo do bebê? A verdade é que muitas dessas formulações têm um caráter dietoterápico, ou seja, a partir da ingestão de certos alimentos podem auxiliar no tratamento de certas patologias, como no caso do Aptamil ar, que é utilizado no tratamento do RGE. Porém, muitas indústrias acabam investindo muito nas tecnologias voltadas a aprimorar esses tipos de produtos a fim de atender um maior número de consumidores, e acabam cada vez mais se distanciando do objetivo principal, que seria produzir uma formulação que mimetizasse o mais fielmente possível o LH, tanto na quantidade quanto na qualidade e identidade dos nutrientes.

Referências:




http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2013/rdc0004_04_02_2013.html

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Enfim. O texto falou, falou e não concluiu. O Aptamil AR funciona? Ele realmente é capaz de diminuir os eventos de regurgitação/refluxo em bebês?

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Estou dando o Aptamil AR para minha filha faz uns 15 dias, e a dois dias ela não coloca nada para fora. Enfim, está funcionando graças a Deus

      Excluir

    2. Estou dando o Aptamil AR para minha filha faz uns 15 dias, e a dois dias ela não coloca nada para fora. Enfim, está funcionando graças a Deus

      Excluir
  3. Estou dando o Aptamil AR para minha filha faz uns 15 dias, e a dois dias ela não coloca nada para fora. Enfim, está funcionando graças a Deus

    ResponderExcluir
  4. Estou dando a quase um mês ao meu bb, as crises do meu bb são horríveis, graças a Deus ele não teve nem uma, e consegue arrotar direito e nunca teve cólica, e depois do leite é q ele não tem tido msm..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Petra! Meu filhote está com 1 mês e 27 dias e está com refluxo oculto quase não coloca pra fora mas o incomoda muito porque fica indo e voltando na garganta estou dando aptamil ar vejo q deu uma melhorada mas as vezes volta e da cólica e prende... como foi com seu baby? Ah e acho q não houve uma melhora total porq estou dando peito e sinto q volta quando dou os dois... enfim quero saber sua experiência... dava só o leite? Muito obrigada pela atenção

      Excluir
  5. Oi, minha bebe tem 38 dia e ela estava colocando pra fora pelo menos umas 2 vezes ao dia, fora as pequenas regurgitação em todas as mamadas, faz 6 dias que ela esta tomando o aptamil Ar desde o segundo dia não voltou mais e nem regurgitou, sem cólicas, só que esta fazendo bastante coco.

    ResponderExcluir