Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

domingo, 8 de junho de 2014

Se você pensa que H2OH é água... H2OH não é só água não!




http://www.h2oh.com.br

Água gaseificada, refrigerante ou suco de fruta? O que será que você bebe quando toma H2OH? Com o apelo de ser "diferente de tudo que você já bebeu", de ser uma "mistura de leveza e sabor" e de "tirar o peso do seu dia pelo prazer sem culpa", será que produto é tão único e saudável assim?



O produto da Pepsico conhecido como H2OH foi lançado no mercado com o intuito de seguir a linha de águas aromatizadas ou saborizadas. Entretanto, observando em detalhes sua composição, podemos verificar que essa classificação não é totalmente adequada, o que pode causar confusão por parte do consumidor.
            Esse quadro vem piorando com as novas apresentações do produto lançadas no mercado. Estas fazem com que o consumidor seja mais facilmente lesado, ao acreditar que está comprando um produto que, na verdade, não atende as características esperadas.

            Para entender melhor o contexto da discussão vamos conhecer o produto H2OH limão. Seguem a baixo as informações contidas no rótulo.


http://www.ccsp.com.br/site/imagecache/importado/_img/full/960x720_4546.jpg

Tabela 1 - Composição
Ingredientes*
Funções
Suco de limão concentrado
Aditivo
Vitaminas B3, B5 e B6
Aditivo
Ácido Cítrico
Acidulante
Benzoato de sódio
Conservante
Sorbato de potássio
Conservante
Aspartame (21mg/100mL)
Edulcorante
Acessulfame de potássio (5mg/100mL)
Edulcorantes
EDTA
Sequestrante
Água gaseificada
Veículo
*NÃO CONTÉM GLÚTEN. CONTÉM FENILALANINA.

Tabela 2 - Valores Nutricionais

Quantidade por porção (Porção de 200ml / 1 COPO)
%VD*
Valor Energético
0 kcal = 0kJ
0
Carboidratos
0 g, dos quais:
0
Açúcares
0 g
**
Sódio
12 mg
1
Vitamina B3
3,0 mg
19
Vitamina B5
1,3 mg
26
Vitamina B6
0,43 mg
33
*% Valores diários de referência com base em uma dieta de 2.000kcal ou 8.400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. ** Valor diário não estabelecido.
Conservar ao abrigo do sol em local limpo, seco, arejado e sem odor. Não congelar. Evitar choque físico.
Não fermentado.
Contém 50% da gaseificação tradicional.

            Gustavo Siemsen, diretor de marketing da Pepsi, disse em entrevista para o portal na internet clubonline do site Terra1: "o consumidor brasileiro estava ansioso por produtos que proporcionem bem-estar. Isso é uma tendência mundial, já que em vários países da Europa e nos EUA há um mercado sólido que está fortemente presente na cultura do consumidor. Como o mercado brasileiro ainda era carente de opções, nosso objetivo foi lançar uma bebida
inédita no país, levando ao consumidor prazer, saúde e diversão." Com isso, veio o questionamento se de fato o produto H2OH é saudável e leve como se propõe, e ainda, se esse atende a classificação de água gaseificada como é divulgado.
            Segundo a Resolução nº 310, de 16 de junho de 19992 que tem por objetivo fixar a identidade e estabelecer as características mínimas de qualidade a que deve obedecer a água mineral natural e água natural, no tópico 2.2 de classificação, água gaseificada artificialmente é qualquer água mineral natural ou água natural à qual foi adicionado dióxido de carbono. É possível reparar no rótulo do produto que ele apresenta água gaseificada mas não esclarece se sua gaseificação ocorreu até saturação. Sendo assim, baseando-se apenas nessa lei, ainda é possível chamar H2OH de água gaseificada.
            Quando analisada a Portaria nº. 544, de 16 de novembro de 19983 do ministério da agricultura que fixa padrões de identidade e qualidade para refrigerantes, encontra-se a seguinte definição: “refrigerante é a bebida gaseificada (saturado de dióxido de carbono), obtida pela dissolução em água potável, de suco ou extrato vegetal de sua origem, adicionada de açúcar”. Com isso, percebemos que H2OH não é tão diferente e única conforme sua propaganda, e sim, pode ser classificada como refrigerante. Esse quadro piora com os sabores lançados recentemente, tendo o último (limoneto) até 31% de suco de fruta.
            Por fim, além da discussão principal sobre a classificação do produto dentro da legislação brasileira, também precisamos analisar a composição do mesmo, de acordo com o informado no rótulo e averiguar se também está de acordo com a legislação. A Consulta Pública n˚ 44, de 13 de julho de 20044, que é um regulamento técnico do Mercosul, atribui limites máximos para aditivos em bebidas não alcóolicas. Dessa forma, comparando o rótulo e a legislação, podemos afirmar que os componentes utilizados estão de acordo com a mesma, entretanto, não apresentam a sua concentração, o que caracteriza informação insuficiente para saber se é permito ou não, já que só é permitido se estiver abaixo do limite máximo descrito.
            Em suma, sendo a própria legislação não específica para o item em questão, bem como o fato de não haver exigência na clareza de definição, não há respaldo legal que impeça que o consumidor seja lesado. Com isso, os produtores se aproveitam para investir no marketing e convencer o consumidor a comprar um produto da forma que eles vendem, sem legalmente, haver a completa certeza que a classificação está correta. Isso também pode estar relacionado ao fato das legislações terem sido implementadas muito antes da criação de um produto como esse. Dessa forma, a sugestão que fica é uma revisão das legislações vigentes para que a mesma consiga cobrir a gama de produtos que existem hoje, já que, claramente, não é a mesma de quando a legislação foi implementada.



Bibliografia:
1 – Entrevista do Diretor de Marketing da Pepsi, Gustavo Siemsen, extraída do wesite <http://www.ccsp.com.br/site/entrevistas-e-palestras/22995/Brasileiro-quer-produto-que-proporcione-bem-estar> acessado em: 25/04/2014.
2 – ANVISA. Regulamento técnico referente a padrões de identidade e qualidade de água mineral natural e água natural. Resolução n˚ 310, de 16 de junho de 1999.
3 – ANVISA. Regulamentos técnicos para fixação de padrões de identidade e qualidade, para refresco, refrigerante, preparado ou concentrado líquido para o refresco ou refrigerante, preparado sólido para refresco, xarope e chá pronto para o consumo. Portaria n˚ 544, de 16 de novembro de 1998.
4 – ANVISA. Regulamento técnico Mercosul sobre atribuição de aditivos e seus limites máximos para a categoria de alimentos 16.2: bebidas não alcóolicas. Consulta Pública n˚ 44, de 13 de julho de 2004.

7 comentários:

  1. Parando para comparar o rotulo de H2OH limão postado acima com o rotulo de um refrigerante do tipo "soda limonada", da mesma marca, podemos reparar na similaridade em certos pontos e diferença em outros. Um bom exemplo é a quantidade de sódio, que varia de 12mg por porção de H2OH para 11mg em porção idêntica de soda.
    Porem, podemos perceber que, na ultima linha do rotulo, o fabricante destaca a frase "contem 50% da gaseificação tradicional". Na carência de sabermos qual seria a tal gaseificação tradicional, vamos assumir que os produtos "100% gaseificados" sejam os refrigerantes, uma vez que, como citado acima, para uma bebida ser considerada como refrigerante, a água desta deve ser saturada de dióxido de carbono.
    Dessa forma, acredito que a intenção do fabricante seja exatamente diferenciar esse produto menos gaseificado de sua linha de refrigerantes.
    Um outro ponto interessante sobre a H2OH é o fato de ser edulcorada sem a adição de açúcar, reduzindo seu teor calórico em relação aos refrigerantes tradicionais.
    Enfim, particularmente falando, apesar de achar que a H2OH não se enquadre na categoria "refrigerante", acredito que mais dados precisam ser fornecidos sobre a gaseificação do produto e concordo que as normas reguladoras carecem de atualização.

    ResponderExcluir
  2. Enfim, não acredito que alguém venha a consumir o produto acreditando que seja apenas água, só porque o nome do produto é H2OH! Ademais, quem não quer, que não beba!

    ResponderExcluir
  3. Não é bom beber este produto, pois ele contém EDTA que retira o calcio dos ossos e dos músculos, este EDTA também é usado para produtos de limpesa pesada pois ele é um ácido, ele também tem 2 tipos diferentes de adoçantes atificiais que fazem muito mal a saúde pois não são processados pelas células formando cristais e causando cálculo renal, ele contém benzonato de sódio que é um ácido forte e para neutralizar este ácido é adicionado (oh) como você pode ver escrito bem pequinininho na frente da embalagem com a adição de hidróxido (oh) ele se mistur com o benzonato de sódio criando água e sal, agora vc percebe que na verdade não há água mineral no refrigerante, e sim uma reação química que gera água que aliás pela ausência de minerais se torna imprópria para o consumo, outra reação causada pelo (oh) misturadocom benzonato de sódio é a criação de sal, como você pode ver em uma garrafinha comtém: 0,5mg de vitamina B6, 1,75mg de vitamina B5, 6,2mg de vitamina B3, e incriveis 75mg de sal!!!!!! se você beber metade da garrafa é como se você tivesse comido uma colherada bem generosa de sal sem de o consumo de sal diário recomendado é 35mg. Ou seja este refri tira todo o cálcio dos seus óssos aumenta um monte a sua pressão e desestabiliza seu sistema imunológico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você ta meio ruim de conta hein,se 200 ml tem 12mg de sódio e se a garrafinha é de 500ml onde Voce achou 75mg?

      Excluir
    2. Você ta meio ruim de conta hein,se 200 ml tem 12mg de sódio e se a garrafinha é de 500ml onde Voce achou 75mg?

      Excluir
    3. De onde vc tirou 35mg de sal
      Por dia
      É 4g de NaCl
      2g de sódio por dia

      Excluir
    4. Bebe Coca entao... SR. Saudavel !!! Ignorante, sabe nem fazer conta, muito menos entende de elementos quimicos (Na e NaCl) e quer postar de sabichao... Vai estudar... kkkkk

      Excluir