Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

domingo, 1 de junho de 2014

Floralyte 45 ou 90? Descubra qual é o melhor para sua recuperação!


O Floralyte é uma solução hidroeletrolítica pronta para o uso. Composto por cloreto de sódio, citrato de potássio monoidratado, citrato de sódio di-hidratado e glicose anidra, a solução é ideal para a recuperação de quadros como a diarreia aguda. Porém, como saber qual Floralyte comprar, o 45 ou o 90? Essa diferença é essencial no tratamento do paciente ou é só mais uma jogada de marketing?


A diferença que rege o nome do produto está na concentração de sódio na composição eletrolítica do medicamento.

COMPOSIÇÃO ELETROLÍTICA

Concentração (mEq/L – exceto a glicose)
Eletrólitos
Floralyte 45
Floralyte 90
Sódio (Na+)
45
90
Cloreto (Cl-)
35
80
Potássio (K+)
20
20
Citrato [(C6H5O7)3-]
30
30
Glicose (C6H12O6)
126 mMol/L
111 mMol/L

O sódio (Na+) é um íon de grande influência no organismo. A importância desse mineral na nossa alimentação está associada às funções vitais no organismo humano, como a regulação do volume plasmático, a condução dos impulsos nervosos e a contração muscular. Em relação à regulação de água nos vasos sanguíneos e nas células, o Na+ auxilia na retenção da mesma em casos de diarreia aguda com consequente desidratação.
O Floralyte 45 é mais indicado na fase inicial da diarreia, como forma de prevenir a desidratação ou para manter a hidratação uma vez que está tenha sido reestabelecida. Já a versão 90 deve ser utilizada quando o paciente já apresenta um quadro de desidratação e precisa repor água e eletrólitos no organismo.
Sua apresentação em diversos sabores visa aumentar a aceitação dos pacientes, principalmente pelo público infantil.
Em 1971 a OMS publicou uma formulação eficaz na reposição hidroeletrolítica para uso em casos de diarreia para todas as idades, onde a concentração indicada de sódio é de 90mEq/L. Em 2002 foi considerado que a concentração ideal de sódio a ser utilizada na terapia de reidratação oral é de 75mEq/L. A redução ocorreu, pois foi detectado que a concentração de sódio estava muito alta para crianças bem nutridas que não apresentação diarreia por cólera.
A existência de duas apresentações do Floralyte parece bastante útil no tratamento de desequilíbrios hidroeletrolíticos, pois a concentração mais alta pode ser utilizada em casos mais graves, e a mais baixa, para uma manutenção dos níveis adequados de hidratação do organismo. O uso por tempo prolongado da solução contendo 90mEq/L de sódio pode levar a quadros de hipernatremia (excesso de sódio no sangue), que podem ser tão graves quanto  as implicações da desidratação.
Referências:
·         World Health Organization (WHO). A manual for the treatment of acute diarrhea for use by Physicians and other senior health workers. Geneve: World Health Organization (WHO); 1990;
·         http://www.floratitude.com.br/#;



Fernanda Gomes e Marina Ferreira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário