Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Integral: Vitaminas e Minerais - RAP 10 Integral



Descrição do Produto: O estilo de vida apresentado e praticado atualmente pela população no século XXI, não se encaixa nos hábitos observados em séculos anteriores. A busca por produtos versáteis, práticos, rápidos e acessíveis apresentou um grande aumento esporádico e a tendência é que esse mesmo aumento ainda apresente um forte perfil de crescimento nos próximos anos.
Um produto que vem ganhando destaque é o Rap 10, bastante conhecido comercialmente. O Rap 10 é um pão em formato de tortilha, onde pode ser recheado de acordo com o conteúdo que o consumidor achar mais conveniente, sendo necessário apenas aquecer e está pronto para ser ingerido. É uma massa semipronta à base de farinha de trigo. Pode ser encontrado na versão integral, light, com sabores diferenciados, entre outros. O Rap 10 pode ser encontrado em qualquer grande mercado. 



Fundamentos Bromatológicos: O Rap 10 apresente uma farinha de trigo chamada de farinha de trigo fortificada, segundo o fabricante, pois apresenta um conteúdo significativo de ferro (mineral), ácido fólico (vitamina) B9 e fibras presentes em sua composição.



A grande proposta feito pelo fabricante para o consumidor com relação a esse produto, é a possível substituição do pão integral da dieta pelo Rap 10. Comparando alguns valores nutricionais do Rap 10 com alguns pães integrais já conhecidos e consumidos no mercado. O produto apresenta um teor proteíco menor que o observado nos pães. Ambos os produtos não apresentaram nenhum teor de gordura trans na sua composição e o valor de fibras e carboidratos encontrados em ambos os produtos, são semelhantes.
De um modo geral, os nutrientes presentes no Rap 10 e suas respectivas quantidades, se equiparam a outras marcas de pães (integrais) já antigos e conhecidos no mercado. Caracterizando-se assim como uma nova opção para o consumidor.

Legislação Pertinente: De acordo com a Resolução - RDC nº 90, de 17 de outubro de 2000, pode ser considerado pão integral, todo pão que, na sua composição, tenha, no mínimo, 50% de Farinha de trigo integral, sendo-lhe proibido o uso do caramelo para conceder ao alimento, uma coloração escura, característica de alimentos integrais. Sendo o primeiro componente da lista de ingredientes, a farinha de trigo integral, significa que ela é o seu ingrediente majoritário.
Na embalagem do RAP 10 Integral, também vem mencionando que o alimento é fortificado. Na Portaria n º 31, de 13 de janeiro de 1998 relata que “considera-se alimento fortificado/enriquecido ou simplesmente adicionado de nutrientes todo alimento ao qual for adicionado um ou mais nutrientes essenciais contidos naturalmente ou não no alimento, com o objetivo de reforçar o seu valor nutritivo e ou prevenir ou corrigir deficiência(s) demonstrada(s) em um ou mais nutrientes, na alimentação da população ou em grupos específicos da mesma. De acordo com a listagem de ingredientes do produto, observa-se a presença de ferinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico (vitamina B9).
Análise e comentários adicionais: Como observado na legislação, alimentos integrais devem ter 50% ou mais de farinha integral. Sabe-se, através do rótulo, que a farinha integral é o ingrediente de maior quantidade no pão, mas não é possível o consumidor saber se realmente essa quantidade está de acordo com a quantidade exigida na resolução. Ainda analisando as exigências da ANVISA, o RAP 10 Integral pode ser classificado como alimento enriquecido, pois na sua composição há a adição de vitamina e mineral.
Este estilo de pão é uma opção interessante para quem deseja fazer uma dieta de baixa caloria, pois uma fatia contém apenas 108 Kcal, enquanto um pão branco contém 310. É possível variar o cardápio com diferentes formas de preparo, utilizando esta massa semipronta. A presença da farinha integral também é importante para auxiliar indivíduos com problemas de constipação.

Referências:
BRASIL. ANVISA. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução - RDC nº 90, de 17 de outubro de 2000. Regulamento técnico para fixação de identidade e qualidade de pão. Anexo. ANVISA. Publicações eletrônicas. 2002. Website: http://www.anvisa.gov.br/anvisalegis/resol/2000/90_00rdc.htm                                   Acesso em 24/01/2016.
BRASIL. ANVISA. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Portaria n º 31, de 13 de janeiro de 1998. Regulamento técnico para fixação de identidade e qualidade de alimentos adicionados de nutrientes essenciais. Anexo. ANVISA. Publicações eletrônicas. 2002. Website: http://www.anvisa.gov.br/anvisalegis/portarias/31_98.htm Acesso em 24/01/2016.
http://www.rap10.com.br/o-que-e-rap10/ - Acessado em 24/01/2016
SILVA, Valdete Carla; GALLON, Carin Weirich; THEODORO, Heloísa. Avaliação das rotulagens e informações nutricionaismdos pães integrais: fibras, sódio e adequação com a legislação vigente. 2014.Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul, RS. Disponível em:                 
 Por: Amanda Alves e Dayvid Gonçalves


11 comentários:

  1. O RAP 10 é uma ótima opção ao pão integral, por ser composto de carboidratos simples e ser enriquecido com ferro e ácido fólico, além da quantidade de fibras presentes. É interessante pois pode ser utilizado em diversos pratos, além de poder ser consumido por pessoas em dietas com restrição calórica. Contudo, não é recomendado ser utilizado como substituinte de refeições, uma vez que não possui todos os nutrientes necessários para uma dieta balanceada, devendo ser complementado com alimentos proteicos e vegetais que forneçam a totalidade nutritiva necessária na dieta. Outro ponto essencial é que muitas vezes esse produto é divulgado com frases como "ajuda a emagrecer": isso leva ao pensamento equivocado de que o Rap 10 sendo usado como ingrediente principal na dieta leva ao emagrecimento.

    ResponderExcluir
  2. A vantagem de substituir o pão branco pelo pão integral é que o segundo contém maior quantidade de fibras e esta possui propriedades nutricionais importantes para à saúde, como por exemplo, auxilia no funcionamento intestinal, ajuda no emagrecimento e diminui o colesterol ruim( LDL). Os produtos integrais devem conter na sua composição grãos que não passaram por um processo de refinamento, assim pode-se adicionar a própria farinha integral, aveia, centeio, linhaça, quinoa e outros tipos de grãos. Entretanto, cada indústria coloca a quantidade que deseja e por isso nem sempre esses produtos são realmente integrais.É importante ler os rótulos e verificar a quantidade de ingredientes integrais existentes nos alimentos, a porção de fibra alimentar e ainda os ingredientes que compõem. Normalmente os primeiros ingredientes listados estão em maior quantidade no produto. Vale ressaltar que quanto maior a quantidade de fibra mais integral é o produto.

    ResponderExcluir
  3. Apesar de ser uma melhor alternativa aos pães produzidos apenas com farinha de trigo comum, o produto Rap10 NÃO ESTÁ ENTRE AS MELHORES OPÇÕES DE PÃES INTEGRAIS DISPONÍVEIS no mercado. Isto porque, como os autores do texto informaram, a farinha usada como ingrediente não é EXCLUSIVAMENTE a farinha integral, tendo farinha branca comum enriquecida na composição.
    Desta maneira, o fabricante do produto NÃO oferece o máximo em fibras que ofereceria caso usasse apenas farinha integral, mas, mesmo assim, cumpre o quesito legal que o permite utilizar a palavra "integral" no rótulo COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING (pelo menos 50% integral). Isso é muito ruim, pois prejudica consumidores leigos que, fazendo reeducação alimentar por necessidade ou vontade, acreditem estar comprando produtos APENAS com farinha integral.

    Por Andressa de Souza Duarte

    ResponderExcluir
  4. O Rap10 não é uma boa opção para substituir o pão integral, ja que o mesmo contem outro tipo de farinha na sua composição,como a farinha branca, o que consequentemente faz com que o Rap10 tenha menos quantidade de fibras e assim enganando os consumidores já que em seu rotulo diz que o produto é integral(legalmente sehgundo a legislação) e assim o associando à uma promoção da saúde

    ResponderExcluir
  5. Apesar de no texto ser citada como legislação pertinente a RDC nº 90, de 17 de outubro de 2000, a resolução 263/2055 da ANVISA, de 2005, regulamenta produtos à base de cereais, amidos e farinhas e não estabelece quantias mínimas para alegação de que o produto é integral. Ou seja, o Rap10 integral que é consumido por muitos por ser uma opção mais saudável que o tradicional ou por consumidores em dieta, pode não ser tão mais saudável assim, uma vez que pode conter qualquer teor de farinha integral ou outros produtos integrais. Além disso, não deve ser usado como substituinte de refeições, uma vez que não possui todos os nutrientes necessários para uma dieta balanceada. Assim, o mesmo deve ser complementado com proteínas e vegetais para alcançar os nutrientes necessários a serem ingeridos em uma refeição.

    ResponderExcluir
  6. O produto Rap10 não é uma boa opção de integral por possuir farinha de trigo fortificada no lugar de farinha integral, conferindo assim uma ilusão aos consumidores que não leem a lista de ingredientes contidos no produto. Além disso, nota-se que uma unidade de Rap10 já apresenta 10% do consumo médio diário de sódio, sendo esta uma grande porcentagem quando paramos pra pensar em todas as refeições que ainda estão por vir. Em conjunto, nota-se também que não pode ser escolhido ao invés de uma refeição balanceada por conter em baixa porcentagem ou não outros nutrientes essenciais para o organismo.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Olá Amanda Alves e Dayvid Gonçalves,

    A Legislação citada não está mais vigente. A Resolução - RDC nº 90, de 17 de outubro de 2000 foi REVOGADA pela Resolução RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005 e que não determina quantidade mínima para ser classificado como integral.

    ResponderExcluir
  9. De acordo com a RDC n°90, 17 de outubro de 2000, o RAP 10 integral nao se enquadra ao alimento considerado integral ja que na sua composição apresenta farinha de trigo fortificada e não farinha de trigo integral como deveria ser. Logo, é considerado um alimento enriquecido de vitaminas e minerais. Apesar disso, é uma ótima opção para diversificar a alimentação.

    ResponderExcluir
  10. Durante a apresentação do trabalho foi colocado em questão o custo do produto, comparando-o a um pão integral normal. Oque acho que também deve ser levado em consideração é que o produto Rap10 por ser armazenado na geladeira, tem uma validade maior, ou seja, tem menos chance de criar bolor e com isso há um conforto maior e menos desperdício alimentar também.

    ResponderExcluir