Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

domingo, 6 de março de 2016

Alegações em saúde: benefícios da aveia

Autores: Carlos Eduardo Lima e Thaís Benetti

Apresentação e descrição do produto

      A aveia é um cereal muito nutritivo, que possui cálcio, ferro, proteínas, vitaminas (especialmente do grupo B e E), carboidratos e fibras. Dentre tantas substâncias positivas para a saúde, as fibras solúveis merecem destaque, pois estão relacionadas a um bom funcionamento intestinal, à diminuição na absorção de colesterol total e LDL-colesterol e sua manutenção em níveis adequados. Porém, para ser eficiente a aveia tem que ser consumida todos os dias.
       A aveia contribui para melhorar o bom funcionamento do organismo e é aconselhável como preventivo para muitas doenças e para a manutenção da saúde de diversos órgãos do corpo. A seguir alguns dos benefícios da aveia:
  • Reforça o sistema imunológico e combate infecções
  • Melhora o funcionamento do intestino
  • Controla a quantidade de açúcar no sangue
  • Diminui o colesterol ruim
  • Controla a pressão arterial
  • Acalma os nervos e melhora a concentração e o esgotamento mental
  • Ajuda acalmar e suavizar a pele em casos de eczemas, dermatites atópicas e urticária.
  • Ajuda a facilitar a digestão
       Bastam 3 colheres por dia, ou meia xícara de chá, para controlar o colesterol e manter as taxas de açúcar no sangue sob medida. Ainda fortalece as defesas e afugenta os tumores. Ela é o típico ingrediente que está no topo da lista de qualquer repertório dos Nutrólogos, ou dos especialistas em nutrição. Foi um dos primeiros alimentos a receber o título de funcional – além de fornecer substâncias essenciais ao organismo, ela é capaz de prevenir certas doenças. 

       O produto a ser analisado consiste em aveia em flocos finos, pronto para consumo. Na tabela abaixo está a descrição da informação nutricional.
INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Porção de 30g
(2 colheres de sopa)

%VD (*)

Valor energético
104 kcal = 437 kJ
5%

Carboidratos
    Açúcares
17g, dos quais:
0g
6%
**

Proteínas
4,3g
6%

Gorduras totais
    Gorduras saturadas
    Gorduras trans
2,2g
0,5g
0g
4%
2%
**

Fibra Alimentar
    Beta glucana
2,9g
1,2g
 12%
**

Sódio
0mg
0%


* % Valores Diários com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. **Valores diários não estabelecidos.
Ingredientes: Aveia. CONTÉM GLÚTEN.

Fundamentos bromatológicos

       A fibra alimentar pode exercer efeitos fisiológicos como ação laxante, proporcionando aumento do bolo fecal, pode atuar na redução do colesterol e da glicemia sanguínea. Ela também pode ser considerada coadjuvante no tratamento e controle do sobre peso e obesidade, já que promove sensação de saciedade. O consumo adequado de fibras também vem sendo associado à redução do risco de doenças crônico-degenerativas não transmissíveis, como doenças cardiovasculares, diabetes e dislipidemias, ou seja, alteração de lipídeos. Logo, ao ingerir fibras estamos, na verdade, consumindo alimentos saudáveis e pouco calóricos.

Legislação pertinente

       Segundo a RDC 360/2003 é obrigatório declarar o valor energético e os seguintes nutrientes: carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans, fibra alimentar e sódio. Além da quantidade de qualquer outro nutriente sobre o qual se faça uma declaração de propriedades nutricionais ou outra declaração que faa referncia à nutrientes. Outras informações adicionais também poderão ser adicionadas.   
       Segundo a embalagem do produto Aveia em Flocos Finos, este traz as informações “Ajuda na redução do colesterol” em letras grandes e para complementar, porém em letras menores, “A aveia é a fonte natural de betaglucanas, fibras solúveis capazes de reduzir o colesterol” e o mesmo ocorre com “Ajuda no bom funcionamento do intestino”, em letras menores “Quando associada à ingestão adequada de água e pratica de atividades físicas”. Quanto ao bom funcionamento do intestino, esta só pode ser utilizada desde que a porção do produto pronto para consumo fornecer no mínimo 3g de fibras se o alimento for sólido ou 1,5g de fibras se o alimento for líquido, além da obrigatoriedade de ser declarada na tabela de informação nutricional a quantidade de fibras alimentares. Portanto, esse produto não poderia afirmar tal alegação já que possui menos que a quantidade estipulada pela Anvisa. Quanto à alegação sobre a redução do colesterol, esta só pode ser utilizada desde que a porção do produto pronto para consumo forneça no mínimo 3 g de beta glucana, se o alimento for sólido, ou 1,5 g se o alimento for líquido, além disso deverá constar na tabela de informação nutricional a quantidade de beta glucana, abaixo de fibras alimentares. Essa alegação só está aprovada para a beta glucana presente na aveia. Apesar de atender a todos os requisitos específicos estipulados pela Anvisa para essa alegação em saúde, o produto não contém o mínimo de beta glucana exigido para conter essa alegação, estando bem abaixo. 
       Segundo a Lei nº 10.674 de 16 de maio de 2003, é obrigatório constar na embalagem do produto se o mesmo contém glúten, e esta informação também foi fornecida pelo fabricante, constando na embalagem do produto que o mesmo o possui. Portanto, nesse aspecto, o fabricante age de acordo com a legislação.

Análises e comentários

          A legislação brasileira não define alimento funcional. Define alegação de propriedade funcional e alegação de propriedade de saúde e estabelece as diretrizes para sua utilização, bem como as condições de registro para os alimentos com alegação de propriedade funcional e, ou, de saúde. Como definir alegação em saúde e não definir alimento funcional? Não estaria um interligado ao outro?
    São permitidas alegações funcionais relacionadas com o papel fisiológico no crescimento, desenvolvimento e funções normais do organismo e, ou, ainda alegações sobre a manutenção geral da saúde e a redução de risco de doenças, em caráter opcional. Ainda sim, não são permitidas alegações que façam referência à cura ou à prevenção de doenças. O alimento ou ingrediente deve ser seguro para consumo sem a supervisão médica. Tanto os alimentos como as substâncias bioativas e probióticos isolados devem ser, obrigatoriamente, registrados junto ao órgão competente.  O conteúdo da propaganda desses produtos não pode ser diferente em seu significado, daquele aprovado para a rotulagem. As alegações devem ainda, estar em consonância com as diretrizes da política pública de saúde.
        As diretrizes da Política Nacional de Alimentação e Nutrição – PNAN em interface com a Política Nacional de Promoção da Saúde são utilizadas como critérios para a avaliação das alegações de propriedades funcionais e, ou, de saúde nos alimentos. Processos de solicitação de registro para alimentos com alegações de propriedades funcionais no período de 1999 a 2004:
·         Alimentos com alegações de propriedades funcionais: 214
processos deferidos e 162 indeferidos.
·         Substâncias bioativas e probióticos isolados: 29 processos deferidos
e 23 indeferidos.
         Assim, vemos que não é pouco o surgimento de novos alimentos que afirmam possuir uma alegação em saúde. Será se realmente temos esses benefícios propostos ou é apenas para atrair o consumidor?
     Observou-se que as alegações eram feitas em letras grandes que chamassem a atenção na embalagem, induzindo o consumidor ao uso e atrelando o consumo do produto a uma melhora na saúde, no caso da aveia, em um melhor funcionamento do intestino e redução do colesterol, no entanto essas alegações se tratam de problemas sérios de saúde que devem ser tratados com ajuda de um especialista. Além disso, o consumo desse produto deve ser feito da forma correta e levando alguns aspectos em consideração, aspectos esses que foram colocados na embalagem do produto em letras pequenas, que é a necessidade de associação do produto com a ingesta adequada de água e a pratica de atividades físicas, e essa é uma informação de extrema relevância para o consumidor que deseja obter os resultados prometidos pelo fabricante. Por isso, é necessário que o consumidor esteja sempre atento às informações contidas na embalagem e procure ajuda médica quando se trata de saúde, já que se trata de um tema tão importante.

Referências

ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Alegações de Propriedades Funcionais, visto em 27 Jan 2015, <http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/Anvisa+Portal/Anvisa/Inicio/Alimentos/Assuntos+de+Interesse/Alimentos+Com+Alegacoes+de+Propriedades+Funcionais+e+ou+de+Saude/Alegacoes+de+propriedade+funcional+aprovadas>.

Beleza e saúde. Benefícios da aveia. Disponível em <http://belezaesaude.com/beneficios-aveia/> Acessado em 24 de Fevereiro de 2016.

BRASIL. ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 360 de 23 de dezembro de 2003.

BRASIL. Ministério da Saúde. Lei nº 10.674 de 16 de maio de 2003.

COUTINHO, J. C., RECINE, E. Experiências internacionais de regulamentação das alegações de saúde em rótulos de alimentos. Temas de actualidad.

STRINGHETA, P. C. et. al. Políticas de saúde e alegações de propriedades funcionais e de saúde para alimentos no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas. vol. 43, n. 2, abr./jun., 2007.

18 comentários:

  1. A aveia é hoje um alimento muito utilizado para pessoas que visam uma alimentação saudável, sendo muito indicada por profissionais da saúde. Apesar de apresentar diversos benefícios, existem efeitos indesejáveis relacionados ao consumo excessivo de fibras, como inchaço e desconforto abdominal que devem ser levados em conta na hora de aderir a uma dieta com base em fibras como a aveia. Além disso, é preciso analisar sempre o rótulo e ser crítico quanto às alegações funcionais desses produtos.
    Fiammetta Nigro

    ResponderExcluir
  2. A aveia é bastante conhecida, já que muitas dietas para emagrecer recomendam a ingestão da substância. Mas além da recomendação para dietas específicas, a aveia é um dos alimentos mais recomendados por médicos e nutricionistas para a manutenção de uma vida saudável em relação a diminuição do nível de colesterol. Porém o consumo excessivo de fibras solúveis podem gerar cólicas, flatulência e sensação de irritação no estômago. Antes de usar este produto considerando as alegações em saúde, devemos considerar que o funcionamento intestinal não segue o mesmo padrão para todas as pessoas. Uma dieta rica em verdura, legumes, frutas e consumo de cereais ou pães integrais podem substituir o uso da aveia em excesso.

    ResponderExcluir
  3. Realmente a aveia, por possuir um teor significativo de fibras alimentares, proporciona os benefícios já citados na postagem. Seus benefícios são potencializados a partir de hábitos mais saudáveis, fala-se até de prevenção do diabetes melito, diminuição de processos inflamatórios e de uma relação inversa entre a ingestão de fibras e risco de câncer colorretal, segundo um estudo publicado em 2012 pela Plos One (Dietary Fibre Intake and Risks of Cancers of the Colon and Rectum in the European Prospective Investigativo into Cancer and Nutrition). Tal informação é importante, pois é comum atribuir um poder milagroso a um certo produto levando em consideração seus efeitos benéficos, esquecendo-se de que os mesmos estão atrelados à mudanças nos hábitos de vida.

    Rafael Moreira

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. O consumo de fibras é extremamente importante principalmente para um bom funcionamento intestinal, e ajuda na manutenção da saúde de todo organismo. A aveia é um cereal que apresenta diversos benefícios, entre eles destaca-se melhoramento da função intestinal, controle glicêmico e diminuição dos níveis de colesterol. É necessário, porém, atentar-se à quantidade a ser consumida, visto que cada indivíduo pode apresentar necessidade nutricional diferente, não se devendo então seguir à risca a recomendação dada pelo fabricante, que pode não ser benéfica a todos. Além disso, o simples consumo da aveia não é capaz de trazer benefícios por si só, se não for associado à uma dieta equilibrada. As promessas então sobre esse produto não necessariamente serão reais se não for consumido de maneira adequada pelo consumidor.

    ResponderExcluir
  6. A aveia é amplamente utilizada e seus benefícios já são conhecidos, como explicado na postagem. É utilizada por consumidores que estão em dieta até consumidores que desejam melhorar a função intestinal. Porém, a quantidade de aveia consumida deve ser bem analisada, de preferencia com um nutricionista, visto que cada consumidor tem uma necessidade diferente e o consumo excessivo está associado a irritação no estomago, por exemplo. Além disso, no rótulo consta 0g de gordura trans. A legislação vigente dita que um produto que contém até 0,2g de gordura trans pode apresentar 0g no rótulo. Esse é mais um sinal que, o consumo excessivo de um alimento teoricamente milagroso pode ter efeitos negativos na saúde.

    ResponderExcluir
  7. Ao meu ver o ponto mais importante desse tema é a cega associação das fibras com o emagrecimento. A ingestão diária de fibras é essencial para uma dieta saudável. Além dos benefícios fisiológicos supracitados, as fibras são primordiais para a formação do bolo fecal, o que previne o surgimento de doenças intestinais. Se não associados com uma dieta hipocalórica e com a prática de exercícios, de nada servirão as fibras para a perda de peso.

    ResponderExcluir
  8. A capacidade da aveia de diminuir o colesterol provém do fato de diminuir a quantidade de bile reabsorvida pelo intestino, o que induz o fígado a captar colesterol do sangue para repor a bile perdida pelas fezes. Diminuindo o colesterol diminui-se o risco de doenças cardiovasculares.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. A aveia possui muito pontos positivos, como diminuição do colesterol, regulação da flora intestinal, diminuição do risco de doenças cardiovasculars e auxilio na perda de peso devido à presença de fibras. Porém é necessário atentar ao consumo excessivo, pois pode causar muitas constipações (que geral colicas intestinais), irritação no estômago e outros males. É necessário sempre levar em conta as suas funções bromatológicas antes de fazer seu uso, pois o uso irracional de muitos alimentos, não apenas a aveia, pode causar alguns efeitos indesejados, logo é necessario a avaliação da dieta antes de fazê-la

    Tadeu Santos Pereira DRE: 110129996

    ResponderExcluir
  12. Para os que querem obter os benefícios da aveia, podem variar o seu consumo com algumas associações. Por exemplo:
    *Consumir o cereal com uma fruta pode ser um substituto do pão no café da manhã.
    *O mingau de aveia é um excelente alimento por ser fonte de carboidratos e proteínas. A ingestão de carboidratos de baixo índice glicêmico fornece energia para o corpo de forma gradual, não gerando o pico glicêmico.
    *Acrescentar aveia ao iogurte e sucos também são boas opções.
    Sabemos que a farinha de aveia vem da parte interna do grão e o farelo é obtido da camada externa da aveia, então o farelo tem mais fibras que o primeiro. Isso pode ajudar na escolha de qual usar, sendo que ambos fornecerão teor de fibras e seus benefícios.
    A aveia promove maior tempo de saciedade por formar géis em contato com a água, o que aumenta o seu tempo de digestão no estômago. No entanto, como já foi dito acima, o abuso no consumo pode acarretar malefícios.

    ResponderExcluir
  13. Considerando que o trabalho é sobre alegações em saúde com enfoque em "aveia", discordo do ponto que alegação em saúde é relacionado diretamente com alimento funcional já que alegar e inserir no rótulo qualquer imagem ou frase que já seria caracterizado como uma alegação em saúde. Desse modo, o primeiro questionamento do trabalho se torna falho.

    ResponderExcluir
  14. Realmente os benefícios da aveia são inúmeros, e em relação ás fibras, ela possui tanto fibras solúveis e insolúveis, portanto associa o benefício das duas, levando á diminuição do colesterol e regularizando o funcionamento intestinal; sendo considerada um alimento saudável e de baixa caloria, é muito utilizada por pessoas que estão de dieta, porém ela em si não tem efeito emagrecedor, mas acho que pode sim ser associada a outros alimentos de baixas calorias para auxiliar no processo de perda de peso e a um hábito de alimentação saudável.

    ResponderExcluir
  15. A aveia, como ja mencionado no post é rica em minerais como cálcio e ferro, vitaminas do complexo B e E, proteínas e fibras. Ela ainda melhora o funcionamento intestinal, facilita a digestão, controla a pressão arterial, diminui LDL e controla quantidade de açúcar no sangue. Mas, para que ela tenha todos esses efeitos positivos, é preciso consumir da maneira correta.
    Recomenda-se a ingestão de 30 gramas de aveia por dia. Além disso, é indicado tomar de cinco a seis copos de água por dia, senão ela causará efeito contrário, obstipação.

    ResponderExcluir
  16. A aveia, como ja mencionado no post é rica em minerais como cálcio e ferro, vitaminas do complexo B e E, proteínas e fibras. Ela ainda melhora o funcionamento intestinal, facilita a digestão, controla a pressão arterial, diminui LDL e controla quantidade de açúcar no sangue. Mas, para que ela tenha todos esses efeitos positivos, é preciso consumir da maneira correta.
    Recomenda-se a ingestão de 30 gramas de aveia por dia. Além disso, é indicado tomar de cinco a seis copos de água por dia, senão ela causará efeito contrário, obstipação.

    ResponderExcluir
  17. A demanda por alimentos nutritivos e seguros está crescendo mundialmente, e a ingestão de alimentos balanceados é a maneira correta de evitar ou mesmo corrigir problemas de saúde, como: obesidade, diabetes, desnutrição, cardiopatias, entre outros que têm origem, em grande parte, nos erros alimentares.
    A aveia é considerada um alimento funcional e apresenta inúmeros benefícios,dentre eles a redução do colesterol sangüíneo, prevenindo doenças do coração.Ultimamente, tem recebido grande atenção por parte de médicos, nutricionistas, consumidores e entidades reguladoras , principalmente devido ao seu teor e qualidade das fibras alimentares.
    Antes de aderir a dieta da aveia, é importante a correta orientação, verificar se existe um quadro clínico que pode se agravar, como cólon irritável e enfatizar que a alimentação não se resume apenas a aveia pois de acordo com os resultados da POF 2008/2009, o consumo regular de grãos integrais, leguminosas, oleaginosas, frutas e hortaliças, carnes, aves e pescados está associado a um padrão de alimentação adequado do ponto de vista nutricional.
    Há várias maneiras de usar aveia, por exemplo, consumir junto com a fruta no café da manhã ou fazer um mingau, misturar com banana e mel durante o lanche da tarde.
    Além disso, para ter uma vida saudável é importante aliar uma alimentação equilibrada com atividades físicas.

    Nome : Ana Carolina Perez de Miranda - 110182693

    Referências :
    Disponível em : < http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/b613290046c11dd1840afc2e64280806/Boas+praticas+nutricionais.pdf?MOD=AJPERES >
    Disponível em : < https://www.researchgate.net/profile/Luiz_Gutkoski/publication/250045414_Desenvolvimento_de_barras_de_cereais__base_de_aveia_com_alto_teor_de_fibra_alimentar/links/00b4953a05708dfee7000000.pdf >
    Disponível em < http://br.innatia.com/c-cereais-pt/a-contra-indicacoes-do-farelo-de-aveia-8303.html >

    ResponderExcluir
  18. Roberta de Souza Prado29 de maio de 2016 21:49

    A aveia é um alimento de extrema importância por ter propriedades que auxiliam na regulação do organismo, como controle do colesterol e funcionamento intestinal, principalmente por possuir fibras solúveis e insolúveis. Não é por si só um alimento emagrecedor mas é fundamental no processo de emagrecimento e re-educação alimentar além de aumentar a sensação de saciedade. O seu consumo deve ser de forma racional para que não traga malefícios como a constipação.


    Roberta de Souza Prado
    DRE: 109054138

    ResponderExcluir