Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Edulcorantes x Açúcar em bebidas lácteas prontas para consumo


Os edulcorantes devem ser utilizados em alimentos nos quais o açúcar é parcialmente ou totalmente substituído, mas será que isso realmente acontece?

Introdução

Os produtos mostrados na imagem são similares, bebidas lácteas sabor chocolate, porém de fabricantes diferentes. Além do fator fabricante, podemos notar abaixo que os produtos também diferem em outros aspectos.

Segundo a propaganda no site de cada respectivo fabricante:

“ALPINO® FAST: É o sabor inconfundível de Alpino para beber em qualquer lugar.
Alpino pra beber? Isso mesmo. Alpino Fast tem aquele mesmo sabor único e irresistível que você já conhece só que vem pronto pra beber numa garrafa com tampa de rosca.
Para beber quando? Quando você bem entender. Escolha o seu momento para tomar um Alpino Fast.”

“NESCAU® FAST:  Energia pra viagem.
Nescau® Fast é uma nova maneira de tomar Nescau®. Vem numa garrafa com tampa de rosca para você levar por aí e tomar a qualquer hora, em qualquer lugar.
Sabe quando você precisa daquela pausa para recarregar as baterias? É aí que entra Nescau® Fast.”

TODDYNHO ® Garrafa:
“Pensando no público adulto, Toddynho® deixará muita gente feliz e com gostinho de nostalgia: o tradicional leite com sabor de chocolate da caixinha agora também está disponível na versão em garrafinha.”

Por se tratarem de produtos cujo público alvo são crianças e adolescentes, desperta uma grande preocupação e interesse em relação aos ingredientes neles contidos.

Fundamentos Bromatológicos

A Anvisa define os edulcorantes como sendo substâncias naturais ou artificiais, diferentes dos açúcares, que conferem sabor doce aos alimentos.

Com o crescente uso de edulcorantes artificiais nos produtos alimentícios, surgem várias dúvidas entre os consumidores, principalmente em relação à segurança e dos possíveis malefícios decorrentes do uso dessas substâncias. Estudos mostram que o uso de produtos contendo edulcorantes artificiais é seguro, porém esse ainda é um assunto de grande polêmica entre os pesquisadores. Os edulcorantes possuem o poder de adoçar muito maior quer o açúcar comum e são recomendados para dietas especiais.

Os edulcorantes devem ser utilizados em substituição total ou parcial do açúcar para consumidores com necessidade de diminuição da ingestão calórica ou por portadores de diabetes ou de outros distúrbios nutricionais relacionados.

Legislação

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o edulcorante artificial utilizado na fabricação do ALPINO® FAST, a sucralose, é atóxica à reprodução e ao crescimento infantil e pode ser consumido por diabéticos. Ainda assim, esses aditivos devem ser utilizados somente em alimentos nos quais o açúcar é parcialmente ou totalmente substituído.

Através da Resolução RDC 18/2008, a Anvisa regulamenta o uso de edulcorantes, autorizando o uso desses aditivos em alimentos e estabelecendo os limites máximos permitidos de adição aos produtos alimentícios.

De acordo com o Decreto Nº 8.592, de 16 de dezembro de 2015: “É permitida a fabricação de bebidas não-alcoólicas, hipocalóricas, que tenham o conteúdo de açúcares, adicionado normalmente na bebida convencional, parcialmente substituído por edulcorante hipocalórico ou não-calórico, natural ou artificial, em conjunto ou separadamente.”; “As bebidas a que se refere o caput conterão, no rótulo frontal, informação referente aos atributos “baixo em açúcares” ou “reduzido em açúcares””.

Análise e Discussão


Alpino® FAST
Nescau® FAST
Toddynho
Ingredientes
Leite reconstituído parcialmente desnatado, água, açúcar, cacau, soro de leite em pó, vitamina C, sal, estabilizantes celulose microcristalina, carboximetilcelulose sódica e carragena, aromatizantes e edulcorante artificial sucralose
Leite reconstituído parcialmente desnatado, água, açúcar,maltodextrina, cacau, minerais e vitaminas – Actigen – E (cálcio, magnésio, ferro, vitamina C, B1, B2, niacina, B6, B12, ácido pantotênico e biotinal, soro de leite em pó, sal, acidulante ácido cítrico, estabilizantes celulose microcristalina, carboximetilcelulose sódica e carragena, aromatizantes e edulcorante artificial sucralose.
Leite integral reconstituído, açúcar, soro de leite em pó, cacau, gordura vegetal hidrogenada, extrato de malte, vitaminas C, A, ácido fólico), sal, espessante goma guar e arragena, estabilizantes mono e diglicerídeos de ácidos graxos, citrato de sódio e lecitina de soja, aromatizante.
Valor energético
174 kcal (280ml)
210 kcal (300ml)
251 kcal (270ml)
Açúcares
20g (280ml)
25g (300ml)
36g (270ml)

























De acordo com a tabela acima, enquanto o produto TODDYNHO ® Garrafa é adoçado somente com açúcar, os produtos ALPINO® FAST e NESCAU® FAST são adoçados com açúcar e edulcorantes artificiais, porém não há redução significativa no valor energético, que deveria ser um dos objetivos de adoçar as bebidas com edulcorantes artificiais.

Podemos notar também que nas embalagens dos produtos ALPINO® FAST e NESCAU® FAST não há nenhum dos avisos estipulados no Decreto anteriormente citado, a respeito de conter edulcorantes artificiais na composição dos produtos.  

Com isso, concluímos que não houve vantagem significativa na utilização concomitante de açúcares e edulcorantes nos produtos, visto que não houve relevante redução do valor calórico nem substituição total do açúcar, não atendendo a nenhum dos indivíduos-alvo dos produtos contendo edulcorantes.


Referências:

·         ALPINO® FAST. <https://www.nestle.com.br/site/marcas/alpino/linha__fast/alpino_fast.aspx> Acesso em: 10/05/2016.

·         NESCAU® FAST.
<https://www.nestle.com.br/site/marcas/nescau/linha__fast/nescau_fast.aspx>

·         Toddynho.
<http://www.pepsico.com.br/toddynho> Acesso em: 02/06/2016.

·         Ministério da Saúde. Anvisa. Resolução da Diretoria Colegiada - RDC no. 18, de 24 de março de 2008. Dispõe sobre o “Regulamento técnico que autoriza o uso de aditivos edulcorantes em alimentos, com seus respectivos limites máximos”

·         Presidência da República. DECRETO Nº 8.592, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2015. Altera o Anexo ao Decreto no 6.871, de 4 de junho de 2009, que regulamenta a Lei no 8.918, de 14 de julho de 1994, que dispõe sobre a padronização, a classificação, o registro, a inspeção, a produção e a fiscalização de bebidas.


(por: Rayane Freitas Rodrigues)


Um comentário:

  1. É obrigatório informar na lista de ingredientes de bebidas lácteas os edulcorantes?

    ResponderExcluir