Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

sábado, 11 de julho de 2015

Shakes: Emagrecem e nutrem?

Fonte: http://www.redubio.com.br/produto.php?id=2 (acesso em 11/07/2015).

Seguir um cardápio balanceado e manter a dieta não é tarefa fácil. É necessário tempo e disposição para preparar refeições leves, nutritivas e equilibradas, muitas vezes, isso não é possível em meio à correria do dia a dia. É neste contexto que aparecem os shakes, que prometem fazer economizar calorias e ao mesmo tempo suprir as necessidades nutricionais.

Em sua página na internet o shake Redubío é descrito como um produto que contém colágeno, 0% açúcar, 0 gordura trans, mix de vitaminas da beleza, proteínas e fibras.

E aí que nos perguntamos... Os nutrientes que precisamos estão presentes e na quantidade adequada? Quais seriam as chamadas vitaminas da beleza? O shake Redubío se enquadra na Portaria nº 30, de 13 de janeiro de 98 da ANVISA que dita sobre os Alimentos para Controle de Peso?

Na propaganda do site do produto os slogans são: “Elimine peso em 30 dias” e “Substitua refeições de forma saudável”. Mas será mesmo que esses shakes são tão milagrosos como falam? Será que dá para emagrecer tanto em tão pouco tempo e de forma saudável?


DESCRIÇÃO DO PRODUTO


O Redubío Shake slim é utilizada para uma dieta de redução de peso e balanceamento  do consumo de calorias sem prejudicar a absorção de nutrientes.

O Redubío Shake slim foi criado exclusivamente para quem quer emagrecer com saúde, pois, além de ser nutritivamente completo, uma porção equivale a uma refeição e você pode substituir uma refeição por dia sem abrir mão do sabor.

Os 3 sabores: Morango, Baunilha e Chocolate. O que esses produtos para emagrecimento destacam é que são nutritivos e não prejudicam em nada a saúde do consumidor. Ao longo do texto faremos uma reflexão sobre isso e destacaremos também a importância de ser orientado por  um médico e nutricionista para que todos os nutrientes essenciais estejam contidos na alimentação para obter resultados positivos e de forma saudável.

LEGISLAÇÃO E DISCUSSÃO


Pois bem, na definição da Anvisa, Portaria nº 30, de 13 de janeiro de 1998 diz que os alimentos destinados à redução de peso podem substituir até duas refeições da dieta diária. São alimentos especialmente formulados e elaborados de forma a apresentar composição definida, adequada a suprir parcialmente as necessidades nutricionais do indivíduo e que sejam destinados a propiciar no caso do produto específico a redução do peso corporal. Estes alimentos não devem se constituir em fonte nutricional exclusiva da dieta diária total. Foi analisado o site do produto onde é informado o consumidor sobre essa substituição parcial, estando assim de acordo com a legislação.

O grande marketing do produto é destacar que o mesmo é nutritivamente completo e ao longo do texto veremos que isso é questionável. Para isso, avaliamos a tabela nutricional do produto (Tabela 1, abaixo) e nela verificamos alguns problemas em relação à nutrição do shake estudado, pois sua tabela não contém nem Fosfóro e nem Potássio, que são nutrientes obrigatórios determinados pela Anvisa. Além disso, a quantidade descrita de Cálcio e Ferro destacados na imagem da tabela nutricional, estão abaixo do recomendado pela Anvisa, podendo trazer problemas ao consumidor com a falta de nutrientes que são recomendados para esses shakes.

Informações nutricionais do produto.
Tabela 1: Informações nutricionais do produto.

Abaixo está a tabela (Tabela 2) nutricional do uso em adultos de ingestão diária de vitaminas e minerais para controle de peso descritos no Anexo B da portaria da Anvisa mencionada anteriormente.
Informações nutricionais do produto disponíveis na ANVISA.
Tabela 2: Informações nutricionais disponíveis na ANVISA.

Para alimentos que tenham como objetivo substituir parcialmente as refeições eles precisam conter no mínimo 33% da quantidade descrita da tabela acima.

Pela legislação, o valor energético dos shakes como o Redubío que devem substituir parcialmente as refeições deve variar entre 200 a 400Kcal por porção pronta para o consumo. Pelo rótulo podemos observar que estes valores estão de acordo com a legislação vigente.

Por isso, ao pensarmos em substituir nossas refeições por esses shakes ditos milagrosos, temos que atentarmos para a tabela nutricional delas para ver se realmente a nutrição proposta é adequada.

Quanto à análise da rotulagem, é determinado pela ANVISA que deve conter em destaque e em negrito a seguinte frase: "Consumir somente sob supervisão de médico e/ou de nutricionista”, para esses profissionais melhor avaliarem e recomendarem o uso desses shakes e adaptá-los assim a uma dieta especial voltada ao emagrecimento. No caso do Shake Redubío essa informação não foi vista em destaque em sua rotulagem.

O grande marketing presente no shake é o fato do mesmo possuir as chamadas vitaminas da beleza e ser chamado pelo produtor de “Shake das Tops”. Essas vitaminas presentes no shake são a vitamina A, que restaura e constrói novos tecidos, auxilia no tratamento de acne e queda de cabelos, deixando a pele e os cabelos mais saudáveis e bonitos. Um adulto deve consumir por dia de 700 a 900 microgramas. É interessante pensar que mesmo ingerindo a porção para o consumo de 30g de shake duas vezes ao dia não chegamos a esse valor que é necessário (vide tabela).

O shake também possui vitamina E, uma vitamina da beleza que possui propriedades anti-oxidantes que ajudam a retardar o processo de envelhecimento. A recomendação para adultos é de 15 mg por dia. Vemos que com a ingestão duas vezes ao dia do shake também não alcançamos esse valor necessário. Isso nos mostra o quanto é importante conciliarmos o shake com uma alimentação balanceada para obtermos o resultado que desejamos: um emagrecimento de maneira saudável e com a quantidade adequada de todos os nutrientes que necessitamos.

O recomendado para as substituiçõesdas refeições é inicialmente uma substituição a no máximo uma refeição pequena (café da manhã, por exemplo) e outra grande refeição (almoço ou jantar). As demais refeições devem ser mastigáveis, variadas e equilibradas. Importante incluir no cardápio frutas, saladas, grãos/cereais e outros alimentos que ajudarão na reeducação alimentar.

ASPECTOS BROMATOLÓGICOS/FISIOLÓGICOS E TOXICOLÓGICOS


As calorias são encontradas na forma de energia nos alimentos e são utilizadas pelo organismo para realizar todas as suas funções, como por exemplo: digestão, respiração e atividade física, por isso elas são indispensáveis. Para que o corpo funcione perfeitamente há uma quantidade de calorias adequada, que é diferente para cada pessoa.

O excesso de calorias que ingerimos é transformado em gordura. Alimentos gordurosos, como frituras, doces e lanches “pesados” são ricos em calorias, e trarão uma grande quantidade de energia para o corpo, o que tornará mais difícil para o metabolismo dar conta de eliminá-las, mesmo utilizando boa parte delas. A prática de uma atividade física ajuda eliminar esse indesejado excesso, responsável pelo aumento de peso. Os Shakes acabam levando ao emagrecimento de forma rápida pelo corte bruto de calorias consumidos ao dia. O recomendado é utilizar 2000Kcal e os shakes tem apenas 200Kcal por porção.

Já as vitaminas são substâncias orgânicas presentes em muitos alimentos em pequenas quantidades e indispensáveis ao funcionamento do organismo. Cumprem papel importante ao metabolismo celular e ao crescimento, elas regulam e favorecem as reações químicas que ocorrem nas células, permitindo a assimilação dos alimentos.

A carência de vitaminas na dieta produz doenças graves, as avitaminoses, como o raquitismo, a cegueira noturna, diversas alterações no processo de coagulação do sangue, entre outras desfunções. Vimos que a quantidade de vitaminas presentes em uma porção de shake não é o suficiente para dependermos só dele para as refeições. Conforme instruído pelo produtor, deve-se fazer a substituição PARCIAL das refeições.

Com isso, percebe-se que o emagrecimento rápido ocorre, podendo ser até dentro dos 30 dias como mostrado pela propaganda, porém não de forma saudável como recomendado pelos médicos e nutricionistas. O ideal para o emagrecimento saudável é uma dieta balanceada rica em todos os nutrientes que são essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo e atividade física.

CONCLUSÃO


A partir desta análise, pode-se concluir que os shakes hoje são promessas para um emagrecimento rápido e com beleza, de maneira a convencer o consumidor que é fácil emagrecer sem sacrifício, o que não é verdade. O que o consumidor deve ter em mente é que a dieta deve ser feita de maneira saudável, e pode sim ser feita com shakes, mas de maneira que outros alimentos façam parte da dieta e complementem em nutrientes que são essenciais para a nossa saúde e que seja acompanhada por um exercício fisico.

REFERÊNCIAS


  1. ANVISA PORTARIA Nº 30, DE 13 DE JANEIRO DE 1998. Disponível em http://www.sanavita.com.br/#descobrindo-tudo-sobre-os-shakes_c2225_.aspx (consultado em 27 de junho de 2015).
  2. Site do produto Redubío. Disponível em http://www.redubio.com.br/ (consultado em 27 de junho de 2015)
  3. "Vitaminas para a Beleza", Mais Equilíbrio. Disponível em http://www.maisequilibrio.com.br/nutricao/vitaminas-para-a-beleza-2-1-1-138.html (consultado em 26 de junho de 2015).
  4. "Posso substituir uma refeição por um shake?", Nutrição e Saúde. Disponível em http://anutricaoesaude.blogspot.com.br/2013/04/posso-substituir-uma-refeicao-por-um.html (consultado em 26 de junho de 2015).

Alunas:
Geovana Vargas da Silva
Sabrina de Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário