Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

domingo, 19 de julho de 2015

BelVita no café da manhã? Por que tão específico?





 
Na sua propaganda vinculada em vários meios midiáticos (jornais, revistas, TV) BelVita se descreve como um alimento específico para o café da manhã. Com frases de apelo, como “energia para sua manhã”, ele enfatiza sua vocação para a alimentação matinal.
O fabricante, Mondelez International,  dá grande importância aos nutrientes presentes na fórmula logo na frente da embalagem: “fonte de vitamina E”, “ quatro cereais integrais”, como forma de corroborar a ideia de um alimento altamente nutritivo e saudável, prático para compor a dita principal refeição do dia.  Sabe-se que o brasileiro tem como hábito, consumir pães nessa refeição e, de acordo com a sugestão de consumo, o biscoito BelVita substituiria o pão. Seria essa uma opção mais saudável? Esse alimento realmente fornece nutrientes suficientes para isso?
Leia mais >>>>



Para sabermos se o BelVita é capaz de substituir minimamente um alimento tão apreciado como o pão no café da manhã, pesquisamos os valores nutricionais do famosos pão francês e do pão de forma integral. Para realizar a comparação nesses casos, pode-se usar a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO), disponibilizada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Ela faz análise centesimal dos alimentos (a cada 100 gramas de alimento, analisa-se quantos gramas do composto estão presentes).  Já no rótulo de Belvita, os valores estão para porções de 30 g.



Iniciemos nossas comparações com o pão francês. De acordo com a campanha publicitária, os fabricantes de Belvita aconselham ingerir dois pacotes (30g cada) no café da manhã. Sendo assim, Para facilitar a comparação, foram feitos cálculos para 60 gramas de Belvita.  Para que a comparação fosse justa, também foram feitos os cálculos da tabela TACO para 60 g de pão. Os resultados estão nas tabelas a seguir:






* não incluída na tabela TACO e/ou no rótulo de Belvita.

       
Há certa diferença entre o valor energético (180 kcal para o pão francês e 264 kcal para o Belvita). Não encontramos resposta para isso no próximo parâmetro, pois não tem grande diferença entre a quantidade de carboidratos entre eles. A explicação seria a diferença na quantidade de gorduras mono e poli-insaturadas, muito maior no Belvita. As gorduras saturadas são conhecidas por não causar os problemas cardiovasculares, por não se acumularem nos vasos como as saturadas. As insaturadas responsáveis pelos baixos níveis de LDL.  Considerando que na sua propaganda Belvita propõem maior energia para o café da manhã, entende-se que está fazendo de forma positiva.
Em sua ação de marketing, o Belvita também se identifica como fonte de Vitaminas B1 (tiamina), B3 (niacina) e minerais (ferro e magnésio). A Tiamina é cofator enzimático envolvido no metabolismo de carboidratos e condução de impulsos nervosos. A niacina é substrato para formação de NAD e NADP, que atuam em reações de oxirredução do metabolismo energético. O magnésio tem papel variado, como na formação de ossos e dentes, relaxamento muscular e produção de energia celular. O ferro não está presente no rótulo de Belvita como foi dito na propaganda.  De acordo com a tabela TACO, 100 g de pão francês contem 1,0 g de ferro. Ele é responsável, principalmente, pela respiração celular.  Não há grande diferença entre a porção de niacina entre os dois alimentos, porém é considerável a de tiamina. É interessante ressaltar também que o Belvita possui mais de 3 vezes mais o valor de magnésio de um pão francês.
Algo que pode ser um ponto fraco do pão francês é a quantidade de sódio, que é maio que duas vezes o valo de Belvita. Em uma sociedade onde a hipertensão de torna cada vez mais comum, quanto menos sódio, melhor para a saúde do consumidor.

Comparemos, então, o Belvita com o pão de forma integral, alimento que está tendo aumento do seu consumo por conta da preocupação dos consumidores com a saúde. Também foram feitos cálculos para 60g de pão de forma integral, com os dados da TACO:






Em termos calóricos, o pão integral tem menos calorias que o Belvita, sendo compreensível pela diferença de quase 10 g de carboidratos entre eles. Assim como o pão francês, o integral também tem alto valor de sódio se comparado à Belvita.
Observa-se também os baixos valores das vitaminas, magnésio e das gorduras do pão integral frente a Belvita, o que o torna um alimento menos atrativo nesse aspecto. Ele porém tem o dobro de fibra alimentar.

Por conta dos dados no rótulo do produto Belvita, é  também interessante estudá-lo. De acordo com a RDC 360 de 23 de dezembro de 2003, é obrigatório conter valor energético e dos nutrientes: carboidratos, http://www.unicamp.br/nepa/taco/  proteínas,  gorduras totais,  gorduras saturadas, gorduras trans,  fibra alimentar. Os fabricantes de Belvita cumprem com a exigência. Vitaminas e minerais são de presença facultada, porém entende-se a sua presença como fator importante para a propaganda do produto. Porém, no item 3 do anexo da resolução, consta-se: “A quantidade de qualquer outro nutriente sobre o qual se faça uma declaração de propriedades nutricionais ou outra declaração que faça referência à nutrientes”. O fabricante então deveria ter feito o estudo da quantidade de ferro presente no produto, já que utiliza o mesmo na sua propaganda.
                A partir dessa análise, pode-se entender que o produto em questão – Belvita Maçã e Canela – pode ser um interessante substituto do pão francês, por ter alguns valores nutritivos similares ao já consumido largamente, e ainda melhores atributos, como menor quantidade de ódio e maior quantidade de gorduras saturadas. O pão integral se mostrou menos interessante frente ao Belvita, podendo ser usado por pessoas com dietas específicas, como pacientes com dificuldades de evacuação, por conta da maior quantidade de fibras alimentares. 


Autoras: Thais Menezes dos Santos (111220826) e Daniela Rodrigues de Oliveira (111026531)

Referências bibliográficas
ANVISA. Resolução RDC nº 360, de 23 de dezembro de 2003. Disponível em :< http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/ec3966804ac02cf1962abfa337abae9d/ResolucRe_RDC_n_360de_23_de_dezembro_de_2003.pdf?MOD=AJPERES>
BELVITA. Disponível em :<https://belvita.com.br/home>
ROCHE. Vitamina B1 - Tiamina; factor anti-beribéri; aneurina; factor anti-neurítico. Disponível em:< http://www.roche.pt/emagrecer/vitaminas/v_b1.cfm>
UNICAMP. Tabela Brasileira de Composição de Alimentos – TACO. Disponível em:< http://www.unicamp.br/nepa/taco/>
UNIMED-CURITIBA. Aprenda a utilizar óleos e gorduras na alimentação de forma saudável. Disponível em:< https://www.unimedcuritiba.com.br/wps/wcm/connect/portal/portal/sua-saude/qualidade_de_vida/nutricao/ca7daa8e-7fb2-44d9-ad34-7342bd894e94>





Um comentário:

  1. Em sua composição o Belvita possui fibras alimentares, que serão boas para a função intestinal, níveis de glicose sanguíneo, além de ajudar no colesterol, como mencionado na publicação.

    Ajuda intestinalmente , pois a fibra insolúvel, ajuda na prevenção da constipação intestinal, aumentando o peso das fezes e reduzindo o tempo de trânsito intestinal. Esse efeito é ainda maior se o consumo de fibra for acompanhado por um aumento da ingestão de água.

    Já o controle da glicose sanguínea é devido as fibras solúveis, que podem retardar a digestão e a absorção dos hidratos de carbono, reduzindo desta forma o aumento da glicose sanguínea, que ocorre após a refeição (pós prandial).

    ResponderExcluir