Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

domingo, 18 de junho de 2017

Açúcar de coco: Será uma boa alternativa para o açúcar refinado?


Muito se tem falado sobre o açúcar de coco, que tem sido amplamente utilizado para a substituição do açúcar refinado por ter a mesma capacidade de adoçamento. Mas será que ele é realmente uma boa alternativa? 




O açúcar de coco é obtido através do corte na flor do coqueiro em que a seiva é recolhida, submetida a aquecimento e desidratação, resultando em cristais. Este processo não passa por processos de refinamento e nem leva conservantes, sendo assim, é considerado um alimento minimamente processado e assim preservando a maioria de seus nutrientes como minerais e vitaminas, assim como ocorre com o açúcar mascavo. A grande presença de minerais faz com que sirvam como antioxidantes e regulem  diversos eventos fisiológicos. Isto não ocorre com o açúcar refinado, que como já é em dito em seu nome, passa por processos de refinamento não preservando seus nutrientes. Em relação ao sabor, o açúcar de coco adoça da mesma forma que o refinado os dois possuem os valores calorias semelhantes. Sendo assim qual a vantagem do açúcar de coco?

Fundamentos bromatológicos: 

Respondendo à pergunta acima: O açúcar extraído do coco possui menor índica glicêmico, o que quer dizer a velocidade em que o nível de glicose no sangue aumenta devido à presença de carboidratos no alimento é menor. Este fato ocorre devido à presença de uma fibra chamada inulina, que por não ser digerida, dificulta a ação enzimática nos carboidratos presentes neste açúcar, o que gera menores índices glicêmicos. Esta pode ser uma boa alternativa a qualquer pessoa já que apresenta mais nutrientes e menor índice glicêmico. Aos pré diabéticos se torna uma possibilidade já que não provoca picos de glicose no sangue. Mas tudo deve ser feito com muito cuidado, como pode ser visto na comparação dos rótulos acima, o açúcar de coco apresenta a mesma quantidade de calorias, de carboidratos e de tipos de carboidratos que o açúcar refinado.. Sendo assim, não é recomendado seu uso abusivo e este não deve ser utilizado por diabéticos e pessoas que querem emagrecer, como é muito visto em propagandas. Em relação ao açúcar mascavo, ele é também uma alternativa pois, apesar de os dois possuírem maior quantidade de nutrientes, o de coco apresenta maior capacidade adoçante e menor índice glicêmico. 



Legislação: 

Na rotulagem de açucares é necessário conter o tipo de matéria prima que o originou, se há presença de aditivos e quais, a informação, em destaque e em negrito: "Diabéticos: contém.....g de ....." (sacarose, glicose e ou frutose, quando for o caso) nas medidas práticas usuais (gotas, colher de café, colher de chá, envelope, tabletes ou outras), o valor energético, expresso em quilocalorias da medida prática usual do produto (gotas, colher de café, colher de chá, envelope, tabletes ou outras). 

Discussão: 

Como sabemos, existem várias formas de adoçarmos nossas refeições, que variam em preço, necessidade, que dependem da presença de doenças, aqueles que são mais saudáveis, etc. Neste trabalho, foi procurado saber se realmente há uma alternativa para a utilização do açúcar refinado. A comparação de rótulo entre o açúcar refinado, açúcar de coco e o mascavo nos mostrou que possuem as mesmas quantidades energéticas e de carboidratos. Porém, como o açúcar de coco e o mascavo não passam por processos de refinamento como o açúcar refinado, eles têm seus nutrientes preservados sendo mais saudáveis. O foco do trabalho foi o estudo sobre o açúcar de coco e foi possível saber que ele, entre os três estudados, é o mais saudável devido à presença de nutrientes e também por possuir menor índice glicêmico devido a presença de uma fibra, permitindo que a glicemia do indivíduo que o utiliza aumente mais devagar, o que o torna melhor do que as outras opções. Mas como sempre devemos ter cuidado, ele não é uma alternativa aos diabéticos e àqueles que procuram diminuir de peso,

Conclusão: 

É possível concluir que, o açúcar de coco é sim uma boa alternativa ao açúcar refinado, que deve ser utilizado em substituição ao açúcar refinado.

Bibliografia: 

RDC Nº. 271, DE 22 DE SETEMBRO DE 2005.










Um comentário:

  1. Entre os benefícios do açúcar de coco, estão a grande quantidade de potássio, magnésio, zinco e ferro. O açúcar de coco também é uma fonte natural de vitaminas B1, B2, B3 e B6. Ele pode ser utilizado por crianças, adultos, idosos e gestantes, sempre considerando a indicação de um nutricionista. Com relação aos diabéticos,os mesmos devem ter cautela em relação ao consumo, pois além de conter as mesmas calorias do refinado, o de coco tem grande parte de açúcar vindo da sacarose e da frutose. Como pacientes com diabetes precisam controlar ainda mais a quantidade de sacarose e frutose em suas dietas, é importante prestar atenção no consumo do açúcar de coco. Além disso, como a sacarose está presente em grande quantidade no açúcar de coco, é importante para os diabéticos que o total de sacarose não ultrapasse 10% do valor calórico total da sua dieta no dia, assim como também a Sociedade Brasileira de Diabetes recomenda que a sacarose seja substituída por outros carboidratos no plano alimentar.

    ResponderExcluir