Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Leites fermentados: devem fazer parte da alimentação infantil?



O leite fermentado é um alimento obtido através da fermentação láctea, que é um processo metabólico no qual carboidratos e compostos relacionados são parcialmente oxidados, resultando na formação de compostos orgânicos, principalmente ácido láctico. Esse processo provoca a coagulação do leite e a redução do pH, inibindo o crescimento de microrganismos indesejados. Antes de se iniciar o processo de fermentação, o leite desnatado é esterilizado, e depois é adicionado uma cultura de lactobacilos, no caso do Yakult, Lactobacillus casei Shirota. É considerado, portanto, um alimento funcional por conter pro biótico.
Lactobacillus casei Shirota é uma espécie do gênero Lactobacillus encontrada na microbiota intestinal. É uma bactéria capaz de fermentar ácido láctico em temperaturas favoráveis, auxilia na propagação de bactérias benéficas ao equilíbrio gastrointestinal, melhora a resposta imunológica, regula o trânsito gastrointestinal, aumenta o poder de absorção de lactose pelo organismo, e é capaz de antagonizar o crescimento de bactérias patogênicas. Possui uma ampla faixa de temperatura e pH, e contempla o crescimento do Lactobacillus acidophilus, um produtor da enzima amilase. É conhecido também por auxiliar na digestão e redução da intolerância à lactose, e auxiliar no tratamento/prevenção da diarreia produzida por antibióticos.
Uma pesquisadora avaliou a influência da Lactobacillus casei Shirota em um grupo de crianças hospitalizadas sob tratamento com antibióticos β-lactâmicos, e embora nenhuma criança do estudo tenha apresentado diarreia, na avaliação geral, aquelas que receberam o leite fermentado mostrou uma recuperação precoce da microbiota intestinal, em relação às crianças que tomaram placebo. Concluindo que L. casei Shirota é capaz de reequilibrar mais rapidamente a microbiota intestinal.

Entretanto, deve-se observar a idade das crianças. A microbiota intestinal pode variar de acordo com a idade, e o Yakult pode ser prejudicial para crianças pequenas. Além disso, vale lembrar que assim como os outros alimentos industrializados, possui substâncias que podem ser nocivas. Para manter uma vida saudável, é sempre melhor dar preferência aos alimentos naturais, o que deve ser estimulado desde a infância.

Referencias:



ATOBE, Jane Harumi. Efeito do leite fermentado contendo Lactobacillus casei 
Shirota na microbiota intestinal de crianças sob terapia antimicrobiana. 2003. 124 f. 
Tese (Doutorado) - Curso de Farmácia, Análises Clínicas, Universidade de São 
Paulo, São Paulo, 20

Aluna: Ligia Chaves Lima de Freitas DRE:111310045

Nenhum comentário:

Postar um comentário